O sucesso da Rádio Nacional

  Nas décadas de 1940 e 1950, o rádio e o cinema se popularizaram, tornando-se os principais meios de informação, de divertimento e de difusão cultural no Brasil. A Rádio Nacional, com sede no Rio de Janeiro, tornou-se líder absoluta de audiência. Fundada por Vargas e m março de 1940, tratava-se de uma empresa estatal que tinha ampla liberdade de atuação.

  Com um projeto ambicioso, chegou a ter sete estúdios e um amplo auditório. A programação era sofisticada e muito criativa. Em 1941, surgiu o programa “Repórter Esso”, que representou uma inovação no jornalismo brasileiro. Eram apresentados vários programas humorísticos, e muitas novelas.

  Em 1942, com potentes antenas, suas transmissões em ondas curtas alcançavam os EUA, a Europa e a Ásia, em quatro línguas. No Rio de Janeiro, os índices de audiência alcançaram 50%.

  A Rádio Nacional chegou a ter 96 cantoras e cantores com contrato de exclusividade. O sucesso era tanto que surgiram os fãs-clubes dos artistas, conhecidos pelas rivalidades mútuas, como a famosa rixa entre as cantoras Marlene e Emilinha Borba. Nos anos de 1960, novelas, noticiários, musicais, programas de auditório e disputas entre calouros criados pela Rádio Nacional foram também levados para televisão.

Imagem

 

Emilinha Borba e Marlene, rainhas do Rádio.

Anúncios
Categorias: Informações! | Deixe um comentário

Navegação de Posts

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

%d blogueiros gostam disto: